quinta-feira, 14 de outubro de 2010

Não tão igual as garotas da minha idade.
Não gosto de baladas agitadas, encher a cara e não lembrar do que eu fiz 'noite passada', beijar 10 meninos em uma festa e não saber se quer o nome dos fulanos. Não tão normal, por que não coleciono pessoas, prefiro falar que tenho alguns poucos amigos ao invés de dizer que conheço Deus e o mundo, mais não confio em ninguém.
Não sou fã de passar o dia inteiro com a bunda colada na frente de um computador postando em redes sociais o que eu faço a cada 5 minutos.
E gosto menos ainda, de ficar seguindo, ou adicionando pessoas por beleza, inclusive, acho ridículo quem faz isso, afinal, beleza e conteúdo são coisas distintas e que pesam em diferentes sentidos na MINHA balança.
Tenho um pavor absurdo de conversar com pessoas, das quais só sabem falar de festas, agítos, bebidas, ficantes.
Costumo me apaixonar por olhares, sorrisos, então, por favor, me poupe de ter que ficar olhando você balançar a chave do carro na minha frente, por que além de eu ter que usar a minha má educação, você vai ficar com cara de tacho quando eu te deixar falando sozinho.
Procuro sempre usar um bom vocabulário, então, fico muito agradecida quando não usam gírias comigo, além de ser feio, é uma tremenda falta de cultura.
Quer mesmo me agradar ? me fale de suas viagens, dos livros que já leu, e mostre interesse, pelos que eu já li, eles merecem, são ótimos.
Não me convide pra baladas (onde tem aquela gente toda suando, se esbarrando umas nas outras e dançando uma musica, da qual ninguém entende a letra, se é que pode se chamar aquilo se letra), uma barzinho com MPB seria uma boa, mais não um som tão alto que eu não consigo ouvir o que você diz sem precisar alterar a voz, ou se ainda, tiver mesmo vontade de me levar pra dançar, que seja uma RAVE em local aberto e pessoas decentes, vou adorar também.
Se quiser me elogiar, não fale em nenhum momento do meu corpo, absolutamente nada, pode falar dos olhos, sorriso, cabelo, mais o corpo em si, definitivamente é algo pessoal demais pra um simples elogio.
As vezes podem me achar grossa, ou meio mal educada. Mais por favor, saibam diferenciar grosseria e má educação de seriedade, sou extremamente séria com quem não conheço, e não dou liberdade pra qualquer tipo de brincadeira á um estranho, só sorrio pra quem provoca o meu sorriso.
E definitivamente, se sentir minha falta, ou só mesmo vontade de falar comigo, use o telefone em ultimo caso, se puder, vá ao meu encontro, abomino telefones, assumo que tenho grande preguiça relacionada á esses aparelhos.
Eu posso dizer com toda a sinceridade que existe em mim, que não acredito em grandes amizades, e não confio plenamente em ninguém. Ninguém guarda um segredo meu melhor do que eu, esse é o principio pra não 'quebrar a cara'.
Não acredito em amor eterno, como já foi mencionado, nem nós somos eternos, que dirá este sentimento. Portanto, não me venha com juras, promessas de vida futura, faça acontecer, promessas me entediam e me revoltam, por que além de tudo, não gosto de esperar.
Tenho pavor de 'surpresas', sou uma pessoa enjoada, e posso não gostar tanto do que você planeja, e tenho um péssimo defeito de não conseguir esconder tão bem reações e sentimentos, logo, posso demonstrar algo não muito agradável á isso, então, o ideal mesmo é que eu seja comunicada em tudo que se diz respeito á mim, e que me dê o direito de opinião.
Sou uma pessoa educada ao extremo, mais por favor, vamos moderar também, ligações em horários impróprios (ligações já não são muito bem vindas, em horários extravagantes então nem pensar), criticas sem fundamento, e a falta da 'tal educação' são coisas que me fazem perder a paciência e logo, a educação.
Talvez meu auto resumo surpreenda ou espante á quem lê, por eu não ser tão igual ás meninas da minha idade, sou a tal 'velha precoce', cheia de manias, certezas e conceitos, e não gosto de opiniões sobre nada mencionado aqui.
Podem me ver como uma pessoa chata, ou sei lá o adjetivo que vão me dar, mais na verdade, eu não me importo com isso, sou feliz desse jeito, e sei fazer feliz quem eu quero, e é isso que importa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário