quinta-feira, 9 de setembro de 2010

Hoje eu acordei com uma enorme saudade das ' meninas super poderosas ' dos desenhos animados ridiculos que eu assistia quando era criança.
Hoje, eu quase não dormi a noite, com aquela dor de dente infeliz, e eu me senti 'idendefesa', como eu me sentia antes.
E ver seus olhos de preocupação, perguntando se eu melhorei, se eu já estava bem, me fez ver o quanto eu te amo, o quanto eu te devo, o quanto eu preciso de você.
As vezes, eu sou meio 'agressiva', poderia ter mais paciencia, mais é, a gente tem o mesmo gênio, duro, díficil.
Me desculpa por tantas vezes me omitir diante de você, tantas vezes ir procurar outras pessoas pra contar piadas, beber, sair, é que eu acho que 'quis crescer' muito de pressa e eu não estava preparada pra isso.
Mais eu te amo, amo mais do que pode imaginar, sentir, pensar.
Eu te amo além de limites, e você como ninguém é importante na minha vida.
Obrigada por absolutamente tudo, pois até meu caráter é você, o coração mole, o gosto por leitura, a paixão por música, eu sou você por inteira. Falam que até de costas nós nos parecemos.
Eu te amo Pai, e eu preciso de você.

Nenhum comentário:

Postar um comentário