domingo, 22 de agosto de 2010

Seria hipocrisia dizer que eu te amo mais do que amei qualquer um, eu te amo, isso é certo; E é certo também que eu não te esqueci, como eu sempre tento mostrar pra todo mundo, e da minha vida, você ainda faz parte, mesmo que só nas lembranças .
Quem dera te chamar de ' idiota ' me fizesse te amar menos, te querer menos.
Hoje eu fico pensando, será que naquela noite, se eu tivesse dito o que eu realmente sentia você estaria comigo, ou esse é só mais um pensamento inútil ?
Será que se eu tivesse batido o pé todas as vezes que necessitava, sem desistir tão facil e as vezes até sem tentar, será que teria mudado algo hoje, em nosso presente ?
Eu digo hoje, por que afinal já se passaram 1 ano e 7 meses, longos meses.
E tudo ainda é tão claro.
Ontem, uma amiga disse ter te visto na porta da escola sexta passada, eu queria ter estado lá sexta passada, pra ver se tu ainda é o mesmo, embora eu acredite que não.
Você ainda deve gostar de massa, amar mousse de maracujá, dançar psy, ir para raves, mais seu interior talvez tenha mudado, ou não, talvez tenha sido só comigo, queria poder saber.
Queria saber também se alguém mais depois de 1 ano e 7 meses sabe dos teus segredos, do acidente que te deixou em coma por dias, do suicídio do seu avô, das palhaçadas que já te aprontaram, será que de lá pra cá, chegou a confiar tanto em alguém como confiou em mim, mesmo sendo um ' quase desconhecida ' como dizia você.
Será que tu fala com o mesmo brilho no olhar o nome de outra, como falava o meu ? Será que tu ainda é capaz de ficar horas falando do mesmo assunto com a mesma doçura, o mesmo encanto ? Será ? Será ?
Eu estou sentindo mesmo a sua falta, é inútil dizer que não, até você sabe que seria mentira dizer tal coisa.
.. mais e se eu dissesse que ninguém no mundo te ama como eu, faria alguma diferença ?


' Eu sei, nada vai mudar, mais tenho tanta coisa pra falar, sobre você, sobre mim, sobre nós, tente me ouvir agora ' 


Acho que o trecho dessa música, talvez resuma um pouco da minha ' vontade ' .






Eu te amo, tanto quanto ontem, o mesmo que amanhã.

Nenhum comentário:

Postar um comentário